sexta-feira, 30 de março de 2012

Mano fala sobre o crack em Capão da Canoa

O deputado Mano Changes esteve em Capão da Canoa nesta quinta-feira (29), palestrando sobre o crack para alunos do Instituto de Educação Divina Providência. O evento fez parte das comemorações 50º aniversário da escola.

Falando com a autoridade de quem já presidiu a Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, o músico alertou o público presente para o fato de que a prevenção é a melhor solução para estancar a proliferação da droga. O deputado também abordou o problema sob a ótica do combate, tratamento e reinserção social.

Como de costume, Mano solicitou que os alunos escrevessem rimas usando as informações que ele repassou durante a palestra. Ao final do evento, ele cantou algumas das composições feitas pelos estudantes. Mais uma vez, o deputado recebeu diversos elogios por meio de suas redes sociais. “Saber que tudo o que eu disse sobre um problema tão importante para a sociedade foi absorvido é satisfatório. Espero que eles levem consigo e espalhem aos amigos este conhecimento”, afirmou.
 
Texto: Gabriela Brands
Foto: Instituto de Educação Divina Providência

quinta-feira, 29 de março de 2012

Mano Changes debate com Fecomércio o projeto que modifica o reajuste do salário mínimo regional

O deputado estadual Mano Changes (PP) foi o convidado da reunião do Conselho de Assuntos Legislativos da Fecomércio-RS, que ocorreu nesta quarta-feira (28). A reunião foi dirigida pela vice-coordenadora e vice-presidente da Federação, Maria Cecília Pozza. Na pauta, os impactos negativos do Projeto de Lei 103/10, que busca estabelecer regras para o reajuste anual do salário mínimo regional. As entidades empresariais Fecomércio-RS, Fiergs, Farsul, Federasul e FCDL são contrárias à proposta, que viria a engessar a economia do Estado com uma norma que pode ser descontextualizada da realidade das empresas.

Uma apresentação do coordenador da Assessoria Parlamentar da Federação, Charles Kermaunar, mostrou que o projeto tem duas previsões para o reajuste: ter a mesma variação do salário mínimo nacional ou a variação média dos últimos dois anos do PIB estadual, sendo escolhido o maior percentual. Para o coordenador, os problemas atingem questões de vício de origem, tendo em vista que seria inconstitucional os parlamentares definirem questões do piso.

Ainda na reunião, o assessor econômico Lucas Schifino demonstrou os argumentos técnicos que mostram que a imposição de regras para a definição de salários é ruim, pois prejudica a economia e torna o mercado de trabalho mais rígido. “A alteração da forma de reajuste do piso salarial regional não corresponde com a realidade das nossas empresas, em razão da dificuldade que empregados e empregadores encontrariam para absorver tal mudança, a qual traria o encarecimento da mão de obra, dificultando a expansão econômica”, advertiu Schifino.

Para o deputado, que é relator do projeto na Comissão de Segurança e Serviços Públicos, a proposta é preocupante. “Percebo que a indexação dos salários prejudicaria a economia do Estado, e meu compromisso é o de buscar o desenvolvimento sustentável do Rio Grande do Sul”, comentou. Nos próximos dias, um grupo de trabalho das federações empresariais irá apresentar as argumentações técnicas aos deputados que integram a Comissão.
 
Texto: Assessoria de Comunicação Fecomércio
Foto: Assessoria de Comunicação Fecomércio

quarta-feira, 28 de março de 2012

Programa da Rádio Gaúcha debate projeto de Mano

Na manhã desta quarta-feira (28), Mano Changes participou do Polêmica da Rádio Gaúcha. O programa que tem o formato de debate promoveu a discussão em torno do projeto do deputado, que destina, em horários de pico. um vagão para as mulheres no metro.

Apresentado por Wianey Carlet, o Polêmica reuniu, além de Mano Changes, a secretária estadual de políticas para as mulheres, Márcia Santana, o assessor técnico da Associação dos Transportadores Intermunicipais Metropolitanos de Passageiros (ATM) Fernando Lindner e o assessor executivo da presidência da TRENSURB, Rubens Pazin. Os participantes expuseram a sua opinião a respeito da proposta e Mano colocou os argumentos sobre a importância do projeto.

Ouça nos links abaixo o programa na íntegra.

Bloco1
Bloco 4
Bloco 5
Bloco 6
Bloco 7

terça-feira, 27 de março de 2012

Palestra de Mano em Getúlio Vargas recebe elogios

Na última quinta-feira (22), Mano Changes esteve em Getúlio Vargas. Mais de mil e quinhentas pessoas assistiram o deputado falar sobre o crack. A palestra realizada na parte da tarde contou, principalmente, com a presença de alunos do ensino fundamental e médio. Durante a noite, o público do evento era formado por adultos e jovens estudantes do EJA, pais, professores, diretores e funcionários de escolas, autoridades e entidades locais e dos municípios de Erebango, Ipiranga do Sul e Estação.

A iniciativa de trazer Mano Changes à Getúlio Vargas partiu do Conselho Tutelar da cidade e do Conselho Municipal de Entorpecentes – CONEN. E a proposta das entidades deu certo. É o que garante a conselheira, Jacira Simioni da Silva. Segundo ela, o evento foi um sucesso. “Muitas pessoas elogiaram a forma como o deputado abordou o assunto, utilizando linguagens diferentes para o público da tarde e da noite. Já estamos pensando em repetir a dose”, afirmou.

Os alunos que assistiram palestra também ficaram satisfeitos. Mano recebeu diversos elogios através de suas redes sociais. A estudante do 3º ano do Colégio Estadual Antônio Scussel, Katlin Paola Scherer de 17 anos, disse que os números sobre a quantidade de usuários e a forma como a droga se alastra, revelados pelo deputado durante a palestra, lhe surpreendeu. “O mais legal é a maneira que isso é exposto para nós. Acabamos percebendo que o usuário prejudica muito mais do que a ele mesmo e a quem está ao seu redor”. Katlin também elogiou os exemplos que Mano Changes utilizou para que os jovens mantenham-se distantes do crack.


O deputado já realizou voluntariamente cerca de trezentas palestras em escolas gaúchas. Outros eventos como o de Getúlio Vargas já estão agendados para o restante de 2012.

Texto: Gabriela Brands - Mtb/15590
Foto: Beto Mattos

Projeto do vagão Exclusivo para Mulheres repercute na mídia gaúcha

O projeto do deputado Mano Changes que destina um vagão exclusivo para mulheres no Trensurb continua repercutindo na imprensa gaúcha. Ontem, o Jornalista André Machado postou em seu blog matéria do repórter Álvaro Andrade que foi veiculada na rádio Gaúcha. Os jornalistas Túlio Milman e Antônio Carlos Macedo também falaram sobre o projeto do deputado Mano Changes.

Leia abaixo matéria do repórter Álvaro Andrade:

Só para elas: projeto de vagão exclusivo

Com o objetivo de minimizar constrangimentos e proporcionar mais conforto às usuárias do Trensurb, o deputado Mano Changes (PP), quer destinar um vagão exclusivo às mulheres nos horários de pico. A medida não exclui casais que queiram viajar juntos, que poderão utilizar os vagões de uso misto. Porém, segundo Changes, o projeto possibilita que as mulheres viajem de trem sem sofrer assédio "Um vagão desses não ficaria ocioso, nos horários de pico haveria mulheres suficientes para ocupar esse vagão e ter um pouco mais de conforto. As passageiras que usam o trem falam desse problema, dessa 'casquinha', desse assédio", comenta Mano. Segundo a Trensurb, 58% dos usuários do serviço são mulheres. A empresa ainda não se manifesta sobre o projeto, mas informa que nos últimos cinco anos recebeu apenas nove reclamações de assédio através da ouvidoria. Já a Secretaria Estadual de Política para as Mulheres é totalmente contrária ao projeto. Segundo a secretária Márcia Santana, o caminho é conscientizar, e não segregar "Os abusos não ocorrem só no Trensurb, mas em todo transporte metropolitano. O que precisamos são campanhas de conscientização para que elas passem a denunciar quando forem vítimas de algum constrangimento". A Secretária ainda informou que procurará o deputado para propor alterações no projeto. Também disse que já há discussões com a Trensurb e outros representantes do transporte coletivo para trabalhar campanhas informativas. O projeto permite que mães viajem acompanhadas de filhos de até 12 anos nos vagões exclusivos, que deverão ser identificados de forma clara. A matéria está em análise na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa e não tem previsão de quando irá a votação.
 
Ouça os comentários de Túlio Milman e Antônio Carlos Macedo:

http://mediacenter.clicrbs.com.br/radio-gaucha-player/232/player/244811/ouca-o-comentario-de-tulio-milman-no-gaucha-hoje-27-03-2012-7h55/1/index.htm

Texto: Vicente Romano

segunda-feira, 26 de março de 2012

Mano participa de movimento contra desindustrialização

Na tarde desta segunda-feira (26), o deputado Mano Changes (PP) juntou-se a empresários e trabalhadores gaúchos em um protesto contra a desindustrialização. O movimento aconteceu em Porto Alegre e foi o primeiro de uma série de manifestações, que deve percorrer outras capitais do Brasil.

Cerca de 5 mil pessoas se reuniram no Largo Glênio Peres e se deslocaram até o Palácio Piratini, onde foram recebidos por Tarso Genro. O grupo entregou ao governador e a Assembleia Legislativa uma pauta de 22 reivindicações, que visam defender a indústria gaúcha e brasileira.

Segundo Mano Changes, a união entre os trabalhadores e a indústria é importante para que se obtenha algum resultado. “Estamos trabalhando há bastante tempo contra as barreiras Argentinas às exportações. Mas ninguém faz nada sozinho. É necessário unir forças e alertar o governo estadual e federal sobre as consequências para toda a economia”.

O deputado lembrou que o Rio Grande do Sul é um dos principais mercados exportadores ao país vizinho e que os prejuízos para a indústria gaúcha têm aumentado dia após dia. “Para que o estado tenha emprego e consequentemente geração de renda, precisa de uma indústria fortalecida”, afirmou.
 
Texto: Gabriela Brands - Mtb/15590
Foto: Gabriela Brands

quarta-feira, 21 de março de 2012

Mano Changes realiza palestra contra o crack em Getúlio Vargas

O deputado Mano Changes (PP) estará em Getúlio Vargas nesta quinta-feira (22) para realizar duas palestras contra o crack. Os eventos são uma iniciativa do Conselho Tutelar de Getúlio Vargas e Conselho Municipal de Entorpecentes – CONEN e têm o apoio do Instituto de Desenvolvimento Educacional do Alto Uruguai – IDEAU e da Prefeitura Municipal de Getúlio Vargas.

No turno da tarde, Mano falará para alunos a partir do 5º ano do Ensino Fundamental das escolas públicas e particulares do município. A partir das 19h30, o evento será destinado aos pais e professores. As duas palestras acontecem no Ginásio de Esportes do IDEAU.

Mano Changes já percorreu centenas de escolas e outras entidades para falar sobre o assunto, que preocupa a comunidade como um todo. Falando com a autoridade de quem já presidiu a Comissão de Educação e coordena o Subcomitê de Luta Contra o Crack, da Assembleia Legislativa gaúcha, o deputado pretende provocar a reflexão de quem o escuta usando a música para prender a atenção das plateias.

Como acontece em todos os encontros, Mano quer ressaltar que a prevenção é a melhor solução para estancar a proliferação da droga. “Diga não Crack. Esse barato sai caro”, também aborda o problema sob a ótica do combate, tratamento e reinserção social.
 
Texto: Gabriela Brands (Mtb/15590)
Foto: Arquivo Gabinete Dep. Mano Changes

Mano Changes apoia professores durante votação para aumento salarial da categoria

A Assembleia Legislativa aprovou nesta terça-feira (20), o projeto do governo estadual que prevê reajuste no salário dos professores. A discussão da proposta, recusada pela categoria, que exige o pagamento do piso nacional, foi tumultuada.


Em plenário, Mano Changes (PP) se manifestou anunciando apoio ao magistério. De acordo com ele, uma das bases do serviço público é a educação, no entanto, entra governo e saí governo e o que se vê é um tratamento inócuo a estes servidores. O deputado afirmou que como parlamentar e cidadão que quer ver o país crescer, acredita que a escola não pode ser um lugar chato e precisa ter um ambiente atrativo e dinâmico. “Só que para isso o professor precisa ser mais valorizado”, disse.

O argumento usado pelo governo estadual, de que não há dinheiro para cumprir a lei do piso, também foi criticado por Mano. Para o deputado, é fundamental que se reflita sobre a conta que o Brasil vai pagar ao não investir em educação. Além disso, Changes ressaltou que o piso nacional é constitucional e que a aprovação do projeto do executivo pode gerar uma dor de cabeça para o estado. “A maioria dos professores vai exigir na justiça àquilo que lhe é de direito e quem vai pagar por isso vai ser o futuro de nossas gerações e a gente tá cansado de precatórios”.

Mano lembrou que na legislatura anterior fazia parte da situação e foi o único deputado da base do governo a assinar o requerimento para criação da Frente Parlamentar em Defesa do Piso Nacional. O parlamentar disse que pretende retomar o trabalho deste grupo, para que através do diálogo, seja possível encontrar uma solução para o impasse do magistério. “Quero ser um instrumento para convencer o governo do estado da importância deste investimento”, justificou.

Changes ainda defendeu a aprovação da emenda, que estabelecia o prazo de 60 dias para o executivo remeter à Assembleia um calendário de reajustes até atingir índice do piso nacional. “Essa emenda dá a garantia de que o assunto vai continuar sendo discutido”, afirmou. O deputado acrescentou que o mais aceitável seria a retirada do pedido de urgência para a votação do projeto, uma vez que o governo atual sempre criticou tal mecanismo.

Ao final da discussão, Mano lamentou a derrota do magistério e se retirou do plenário, assim como os demais deputados da oposição, num movimento que tentava evitar a apreciação da proposta. O projeto do executivo foi aprovado pelos parlamentares da base aliada.

Ouça abaixo as manifestações de Mano Changes em plenário:

Manifestação 2
Manifestação 3



Texto: Gabriela Brands
Foto: Marcelo Bertani/ Agência ALRS

terça-feira, 20 de março de 2012

Comunidade toca nos 20 anos de Nova Santa Rita

Comemoração teve bolo de 20 metros, fogos de artifício e shows que levaram fãs ao delírio

A festa dos 20 anos de Nova Santa Rita reuniu um grande público no sábado (17). No show mais esperado da noite, Mano Changes levou os fãs da Comunidade Nin-Jitsu ao delírio quando cantou sucessos como “Detetive” e “Melô do Analfabeto”. “É uma honra voltar à Nova Santa Rita e ver esta nova geração que ainda não existia no início da nossa carreira cantando junto com a gente”, afirmou Changes.

O vocalista da banda participou do corpo de jurados do Festival de Volta às Aulas, no ano passado. Hoje à noite, a Loja Maçônica Esperança e Progresso promove Sessão Magna Branca em homenagem ao aniversário da cidade.


Por: Luciano Lopes (Prefeitura Municpal de Nova Santa Rita)
Fotos: Raul Fernandes

segunda-feira, 19 de março de 2012

Mano participa de audiência pública para instalação de hospital no Litoral Norte

No sábado, o deputado Mano Changes (PP) esteve em Capão da Canoa participando de audiência pública para debater a proposta de instalação de um hospital regional no município. O evento, organizado com o apoio da Associação dos Municípios do Litoral Norte (Amlinorte), contou com a presença de diversas autoridades e representantes da comunidade.

Mano elogiou a iniciativa dos prefeitos da região, salientou a importância do projeto e declarou apoio à proposta. “O litoral norte precisa de maiores investimentos tanto do governo estadual quanto do governo federal para atender adequadamente a população local e os veranistas que lotam as praias da região. Não é admissível que casos graves tenham que se deslocar à Porto Alegre para receber atendimento especializado ”, disse.

Segundo Mano, a audiência pública marcou o início de uma luta que vai beneficiar todo o estado.
 
Foto: Janaina Mengue

sexta-feira, 16 de março de 2012

Mano participa de celebração dos 15 anos da Tecon Rio Grande

O deputado Mano Changes (PP) esteve nesta quarta e quinta-feira, em Rio Grande. Durante a visita, o parlamentar participou da celebração dos 15 anos do Tecon Rio Grande que reuniu autoridades, clientes e colaboradores da empresa na Ilha da Pólvora. Na manhã de ontem, Mano visitou as instalações do terminal de contêineres do Porto do Rio Grande.

quarta-feira, 14 de março de 2012

Proposta de Mano é destaque na mídia

A proposta do deputado Mano Changes, destinando um vagão exclusivo para mulheres usuárias do Trensurb em horários de pico, chamou a atenção da mídia. Assista a matéria produzida pela TV Band- RS. A reportagem é de Vanessa Pires e as imagens são de Thiarles Martins, para o jornal Band Cidade.


video

Por: Vicente Romano

terça-feira, 13 de março de 2012

Mano fala sobre internet livre e projeto do vagão preferencial para mulheres na Rádio Band AM 640

O deputado participou do programa Manhã Band, nesta terça-feira. Durante sua entrevista, Mano falou sobre dois projetos de sua autoria, o que destina um vagão especialmente para mulheres no Trensurb, e o que autoriza as prefeituras municipais a criarem zonas de internet livre.

segunda-feira, 12 de março de 2012

Mano Changes quer vagão especial para mulheres no Trensurb

O deputado Mano Changes (PP) protocolou, na última semana, o projeto de lei nº 28/2012 que destina um vagão especial para mulheres usuárias do Trensurb em horários de pico.

A partir da aprovação da lei, pelo menos um vagão de cada trem, entre 6h e 9h, e das 17h às 20h, ficaria destinado ao sexo feminino. O projeto não causaria transtorno operacional a empresa, já que destinaria apenas um dos vagões de cada composição como preferencial para as mulheres, identificando dos demais para melhor visualização dos usuários do sistema.

A medida tem como objetivo proteger as mulheres de constrangimentos e possível assedio sexual. "Recebemos relatos de abusos no transporte coletivo, em especial nos horários de maior movimento", contou Mano.

Clique e confira a íntegra do PL 28/2012

Brasil e no Mundo

No Brasil, a cidade de São Paulo foi pioneira na adoção da lei em 1995. No Rio de Janeiro, o projeto de lei 4733/2006, que obrigou as empresas metroviárias a criarem o vagão feminino foi aprovado e está em vigor desde 2006. Em Brasília, a proposição que cria mesmo sistema em trens do Distrito Federal tramita na Câmara Distrital. O vagão feminino não é exclusividade nacional. Na Índia, quem desobedecer a lei é punido no próprio local. Confira o VÍDEO.


Por: Suelem Storck/ Claudia Sobieski
Foto: Imprensa PP
Edição: Vicente Romano

quarta-feira, 7 de março de 2012

Mano propõe realização de Seminário Internacional de Combate ao Crack

O deputado Mano Changes (PP) apresentou nesta quarta-feira (07), durante a reunião ordinária da Comissão do Mercosul e Assuntos Internacionais, a proposta para a realização de um Seminário Internacional de Combate ao Crack em Porto Alegre.

Envolvido com a questão desde o seu primeiro mandato, o parlamentar esclarece que vem projetando o evento a um bom tempo. Segundo ele, a ideia é trazer chefes de segurança de países da América Latina como Colômbia, Paraguai e Bolívia para debater o assunto. “De nada adianta o Brasil investir R$ 4 bilhões em programas contra o crack sozinho. Muitos de nossos vizinhos são os principais fabricantes e importadores da droga”, justifica.

Além disso, Mano Changes pretende contar com a presença de representantes do governo de países que tenham tidos bons resultados no combate às drogas. O deputado usa o exemplo de Portugal, que desde os anos 90 mudou a legislação e tem obtido resultados significativos. “Precisamos ouvir casos bem sucedidos e aprender a maneira mais eficaz de colocar em prática essas ações”, disse.

A realização do Seminário foi aprovada informalmente pelos demais parlamentares presentes na Comissão. Ainda não há data definida para o evento, mas provavelmente deve acontecer no segundo semestre deste ano.

Por: Gabriela Brands
Foto: Galileu Oldenburg

quinta-feira, 1 de março de 2012

Mano Changes palestra sobre o Crack em Florianópolis

O deputado Mano Changes estará em Florianópolis nesta sexta-feira (02). A visita ao estado vizinho tem uma motivação especial, o parlamentar vai participar do seminário Drogas por quê? Desafios para a Educação, promovido pela fundação Milton Campos (FMC), ministrando uma palestra sobre o crack. A FMC é o órgão nacional do Partido Progressista para pesquisas e estudos políticos.

As palestras de Mano Changes já são bastante conhecidas no Rio Grande do Sul. O deputado já percorreu centenas de escolas e outras entidades para falar sobre o assunto que preocupa a comunidade como um todo. Falando com a autoridade de quem já presidiu a Comissão de Educação e coordena o Subcomitê de Luta Contra o Crack, da Assembleia Legislativa gaúcha, pretende provocar a reflexão de quem o escuta.

De maneira franca e direta, Mano Changes usa a música para prender a atenção das plateias. Para o deputado, a palestra é uma forma de fazer as pessoas pensar mais no assunto e engajar a sociedade na luta contra a droga “Atualmente, só no Rio Grande do Sul, morrem três jovens por dia em acidentes de trânsito. A violência gerada pelo crack, nas mesmas 24 horas, mata (direta e indiretamente) seis jovens, ou seja, o dobro. Precisamos encontrar formas de diminuir estas estatísticas”, disse.

Em todos os encontros o parlamentar progressista defende a prevenção como a solução para estancar a proliferação do crack, que ele chama de epidemia social. “Diga não Crack. Esse barato sai caro”, aborda também o problema soba ótica do combate, tratamento e reinserção social.

Seminários

Com o objetivo de identificar ações estratégicas de alcance nacional que despertem nos educadores a importância da prevenção do uso indevido de drogas junto às crianças e aos jovens, a Fundação Milton Campos (FMC), lancou a campanha "Drogas Por Quê? Desafios para a Educação". Por meio da realização de seminários de capacitação focados em agentes multiplicadores, na figura de diretores e coordenadores de escolas públicas de Ensino Fundamental e Médio.

Para o presidente da FMC, Francisco Turra o evento "é uma oportunidade de abraçarmos uma causa importante, somando esforços com a sociedade para discutirmos sobre os riscos do uso indevido de drogas, que tanto têm preocupado as famílias brasileiras", finalizou.

Por: Gabriela Brands
Colaborou: Vicente Romano